,

Por que meu e-commerce não vende?

Ilustração sobre por que meu e-commerce não vende e como fazer loja virtual vender

Vamos conversar alguns minutinhos! 😉 Quero que me diga se isso te soa familiar:

Você já trabalhou muito e fez de tudo para tornar realidade sua loja virtual. Dispôs horas do seu tempo escolhendo a plataforma que melhor atendesse suas necessidades; também agendou várias reuniões para garantir que todos os elementos do design estivessem de acordo com o seu gosto.

A primeira etapa de construção da sua marca passou e agora você está tentando fazer boas promoções para agregar mais público ao seu negócio. Só que com o passar do tempo, você percebeu que parece haver um desinteresse das pessoas, já que ninguém compra o seu produto, mesmo disponibilizando cupons de desconto. Sua receita mensal sequer está cobrindo os custos. E mesmo com todos os esforços, sua loja online não é o grande sucesso que você esperava. Entendo que isso é totalmente frustrante!

Contudo, não há necessidade de desistir ainda. Trago boas notícias! Na verdade, podem haver razões simples para seus produtos não estarem vendendo e, também, algumas soluções. Por isso, vou listar logo abaixo 5 possíveis causas responsáveis por motivar a falha no processo de venda e como corrigí-las.

Vamos melhorar suas conversões e ver os produtos em que você acredita fazendo sucesso? Vem comigo!

Minha loja virtual não vende, o que fazer?

Ilustração de mulher jogando dinheiro fora - meu site não vende o que fazer

1 – Nenhum plano de conteúdo

Uma das formas mais poderosas de aumentar o tráfego orgânico na loja é através da prática de soluções como o marketing de conteúdo. A maioria dos donos de lojas não entendem a importância disso e, portanto, não fazem muitos esforços para fazê-lo. Só que nadar contra essa maré pode ser um diferencial e, melhor, traz resultados!

Essa criação de conteúdos para blogs, sobre sua marca e produtos, gera alguns frutos como a conscientização e presença de marca. Isso tudo ocorre porque sua loja virtual começará a receber mais visitas orgânicas. 😉

Este é um dos maiores pecados dos lojistas e pode ser uma das mais importantes respostas para quem se pergunta por que meu e-commerce não vende – investir em conteúdo de qualidade.

2 – Nenhum fator de confiança

Repare: sempre que os clientes visitam uma loja de comércio eletrônico, eles têm uma coisa em mente: este site é confiável ou não? E caso haja o mínimo de desconfiança, os possíveis compradores simplesmente fecham o site e procuram outra loja. E para conseguir reforçar a ideia de que sua loja virtual é confiável, existem alguns recursos que podem ser implementados e farão uma diferença notável.

Plugins como o Trust Pilot e TRUSTVOX devem ser integrados à loja. Sempre que os clientes acessarem o site, deve haver a possibilidade de ler as classificações de outros consumidores sobre os produtos ou serviços. Isso ajuda a gerar confiança.

Lembro-me especificamente do caso de um cliente nosso. Ele tinha o mesmo problema com a sua loja de varejo. O tráfego chegava diariamente, no entanto, as taxas de conversão ainda eram muito baixas.

Ao estudarmos o site dele, percebemos que estava sendo executado em camada não segura, pois não havia integração SSL. O que encontramos foi uma das principais razões pelas quais os clientes mais deixam as compras em lojas virtuais: a falta de confiança. Ou seja, não sentiam o site como um ambiente seguro para fazer compras.

Foi então que adquirimos um SSL de Validação Extra para a loja, juntamente com a ferramenta TRUSTVOX integrada à página inicial do site e, em cada produto, implementamos a revisão, na qual os clientes têm acesso a uma análise sobre o item.

Em um período de 10 a 20 dias começamos a ver os bons resultados. Taxas de conversão otimizadas 4 vezes maiores em relação ao rendimento anterior.

3 – Um problema de acessibilidade

Quanto à acessibilidade enquanto recurso de inclusão, é importante que seu e-commerce seja acessível. Por que? Segundo o IBGE, o Brasil possui 45,6 milhões de cidadãos deficientes, sendo em maior número, deficientes visuais. Ter um comércio eletrônico acessível com certeza terá um impacto real nos lucros.

Agora, em relação ao processo de compra, percebemos que realizar todos os processos para obter um produto, não é uma tarefa tão simples. São poucos os e-commerces que pensam estrategicamente nesse processo. Por esse motivo, algumas pessoas até abandonam o produto no meio da compra por achar muito difícil. A dica é facilitar todo esse caminho para alguns cliques, somente os necessários, antes de efetivar a compra.

Lembre-se: quanto menos cliques para efetuar uma compra, mais conversões você terá!

*Devemos reforçar que a acessibilidade inclusiva, especificamente, inclui diversos processos de integração que devem ser consultados.

 

4 – Campanha CPC

A campanha de anúncios de CPC é uma estratégia precisa e rápida que visa construir a consciência do seu cliente em relação ao seu produto. Quando comparamos com o método orgânico, oferece um resultado de forma rápida que, no entanto, pode ser um pouco mais cara. Caso você precise de agilidade nos resultados, essa pode ser uma boa estratégia!

Esse tópico me lembrou outra situação real. Um de nossos clientes possui uma loja física de varejo em que vende miniaturas. A intenção dele era migrar também para a loja online. O desafio é que ele queria alcançar resultados de forma rápida e efetiva. Foi então que estudamos o caso dele e o aconselhamos a fazer uma campanha publicitária CPC para a sua loja. Impulsionamos a campanha e inicialmente atingimos poucas regiões. Em poucos dias começaram a chegar os pedidos de produtos decorrentes dessa ação.

5 – Serviços de SEO

Se comparado com o CPC, SEO leva um pouco mais de tempo para obter um bom resultado, só que a principal diferença entre eles é o processo necessário para se obter esse resultado. A campanha publicitária, enquanto você está pagando, certamente trará resultados. Mas quando você corta os valores destinados a ela, os benefícios de todo o caminho trilhado até então simplesmente desaparecerão.

A história com SEO é totalmente diferente. Tenha a certeza de que iniciar esse tipo de estratégia para o seu site trará ótimos resultados por muito tempo e de forma orgânica.

Em suma, se você ainda está iniciando no comércio eletrônico, ou até mesmo já é um profissional experiente, tenha em mente que a indústria está em constante mudança. É importante manter-se atualizado sobre tudo, desde mudanças no algoritmo de SEO até taxas de plataforma.

As compras online estão crescendo cada vez mais e será assim por bastante tempo. Portanto, comece com o e-commerce hoje e, se você colocar essas estratégias em prática e com o apoio de bons profissionais, você terá grandes chances de obter sucesso!

Não existe uma receita pronta para colocar em prática, mas esses itens que foram apresentados são os principais fatores que podem fazer a diferença no resultado das suas vendas. Espero ter ajudado de alguma forma e caso queira conversar, estou à disposição! 😉