A diferença entre Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo

Se você está há algum tempo interessado em Marketing Digital, certamente já ouviu falar sobre Inbound MarketingMarketing de Conteúdo. Muitas vezes, essas duas táticas do marketing online estão juntas e, com efeito, andam de mãos dadas!

O fato é que essas duas estratégias se relacionam e podem ajudar (e muito!) a taxa de conversão do seu site. Mas, como são conceitos relativamente novos, são frequentes as dúvidas que se têm sobre eles.

De forma bem introdutória, podemos dizer que o Marketing de Conteúdo é uma das estratégias integrantes do Inbound Marketing. Nesse post, vamos explorar melhor cada um desses dois conceitos e entender como eles se relacionam:

O que é Inbound Marketing?

O Inbound Marketing é uma estratégia composta por uma série de ações feitas na web com o objetivo primeiro de atrair tráfego, depois trabalhar esse tráfego, convertê-los em leads (pessoa ou organização que tem potencial para se transformar em cliente) para, em um último momento, se tornarem clientes reais dos produtos ou serviços de uma marca.

Trabalhá-los significa criar pontos de relacionamento – e é daí que vem a tradução “marketing de atração” para o Inbound Marketing. Ao contrário do marketing tradicional, a estratégia adotada pelo Inbound é menos invasiva, focada na produção de conteúdo relevante e atrativo para o público desejado.

Em outras palavras, o propósito por trás desse “novo marketing” é, ao invés de a empresa abordar o cliente utilizando técnicas tradicionais, fazer com que o cliente voluntariamente encontre-o: aqui o “vendedor” é quem será abordado, e não o cliente.

Mas, como esse cliente encontra a minha marca?

O foco para atração está em recursos internos na web. Para isso, é desenvolvida uma série de ações para despertar o interesse da audiência. A ideia central é fazer com que a marca seja lembrada sempre que o público estiver com alguma necessidade.

Uma dessas ações é a otimização de sites para os motores de busca (SEO). Ela permite que, quando o cliente faça uma pesquisa, a sua marca esteja entre os primeiros resultados orgânicos (resultados naturais, “não pagos”).

Depois de sua marca ser encontrada, a conversão de visitantes em leads também faz parte da estratégia. Essa conversão acontece quando o visitante fornece dados pessoais (o e-mail, em especial) em troca de algum material. Como o foco do Inbound Marketing está em produzir e compartilhar conteúdo atraente – seja em site, blog ou redes sociais –, é justamente nesse procedimento que o Marketing de Conteúdo entra em cena.

Mais detalhes, leia o artigo o que é Inbound Marketing.

Entendendo o Marketing de Conteúdo

Resumidamente, é com o Marketing de Conteúdo que a sua empresa produzirá materiais de maneira estratégica e de valor para as ações de Inbound Marketing.

Vejamos: se as estratégias de Inbound Marketing são baseadas na promoção de ações que atraem os potenciais clientes até a empresa, o combustível em comum é o conteúdo, certo?

Por esse motivo, quando nos referimos ao Inbound, o Marketing de Conteúdo sempre está presente. Essa estratégia vai ao encontro da primeira, visando a transformar empresas em um canal de comunicação direto com seus clientes produzindo conteúdos de qualidade.

É utilizando conteúdos de qualidade (tão frisado por aqui) que você poderá atingir os anseios e as necessidades do seu público sem forçar as vendas, como é feito no marketing tradicional. A intenção é produzir algo útil e informativo que agregue valor aos seus futuros clientes, como e-books, artigos e infográficos.

O Marketing de Conteúdo, assim como o Inbound Marketing, também trabalha o potencial cliente compreendendo a sua jornada de compra. Essa jornada é composta por quatro etapas: aprendizado e descoberta, reconhecimento do problema, consideração da solução e decisão de compra. A tarefa do marketing em questão é atrair visitantes para o seu site ou blog e fazer a sua nutrição com conteúdos direcionados de acordo com a etapa da jornada em que eles se encontram, sempre de acordo com os seus reais interesses.

Para exemplificar, vamos supor que seu negócio seja uma clinica de estética. Você pode criar um blog relacionado a beleza, estética e cuidados com a saúde e bem-estar e, depois, começar a produzir conteúdo sobre esses assuntos para atrair futuros clientes.

Vale ressaltar: diferentemente de uma assessoria de imprensa, o Marketing de Conteúdo não é sobre falar da empresa em si, mas sobre o que a empresa pode oferecer para os clientes – visto que, quando seus clientes em potencial estiverem à procura de soluções, eles certamente irão ao encontro de seu tipo de negócio, tendendo a encontrar a sua empresa por meio de suas publicações. Daí a importância de se utilizar conteúdos de valor para atrair novos clientes.

Inbound Marketing e Marketing de Conteúdo: trabalhando efetivamente as duas estratégias

Uma coisa é certa: as ações do Marketing de Conteúdo não podem estar em segundo plano em comparação às ações do Inbound Marketing. Muito pelo contrário: essa duas estratégias devem se interligar!

Isso porque o Inbound Marketing consiste em enviar a mensagem certa, na hora certa, no lugar certo, podendo ainda mensurar os resultados desses ciclos. Ele se destaca por ser mais profundo porque é um sistema abrangente de geração de leads. Já o Marketing de Conteúdo entra como ponto chave de todo processo de Inbound: somente com suas técnicas é possível produzir conteúdos assertivos e identificar os canais a serem divulgados e compartilhados, além de mapear o melhor momento para essa divulgação.

As ações do Inbound Marketing são capazes de chamar a atenção do seu cliente e o conduzir sutilmente ao seu encontro. Para isso, você precisa fazer um Marketing de Conteúdo de relevância. Com ele, você conseguirá produzir um conteúdo atrativo e escrever de forma relevante para conquistar audiência. Trabalhe essas duas estratégias em conjunto, você vai se surpreender com os resultados!